Cantina da Laura


Anteriores
20/03/2005 a 26/03/2005

27/02/2005 a 05/03/2005

20/02/2005 a 26/02/2005

13/02/2005 a 19/02/2005

06/02/2005 a 12/02/2005

30/01/2005 a 05/02/2005

23/01/2005 a 29/01/2005



Outros sites
 The Red Kitchen
 I was just really very hungry
 meu blog pessoal
 Comer, beber, viver
 viajante do brasil


Indique a Cantina!



(O que é isto?)

 

Sorvetinho caseiro

Essa receitinha aí abaixo é baba do quiabo. Até hoje eu não comi um sorvete tão gostoso e tão fácil. Pode falar o que quiser de gelaterias Parmalat e sorvete italiano etc e tals, sorvete de forminha de gelo é o que há.

Isso me fez lembrar que outro dia estava assistindo Discovery Channel e um cara estava explicando os porquês do sorvete ficar com cristais de gelo, ou ficar pastoso, ou ficar de qualquer jeito que não seja sorvete-italiano-cremoso. A melhor parte ficou por conta do final, quando um físico maluco ia tentar bater o próprio recorde de fazer o sorvete mais rápido do mundo.

O cara chegou com um galão de nitrogênio líquido e, quando a mocinha do Guinness começou a cronometrar o tempo, ele jogou numa tigela o ovo, o pistache, o leite, açúcar e sei lá mais o quê. Misturou 2 segundos e derramou milhares de litros de nitrogênio liquido na tigela. Foi fumaça para todo lado, uma loucura, parecia que o mundo ia mesmo acabar. Daí ele voltou a bater a mistura.

Quando a fumaça começou a sumir, acreditem ou não, realmente tinha sorvete na tigela. Não tinha nenhuma das qualidades que o cozinheiro havia ensinado minutos antes, mas era sorvete. E era bem parecido em consistência com esse que você vai fazer na sua cozinha. Só não é tão rápido.

2 latas de creme de leite (são 600 e poucos ml, se for caixinha você provavelmente vai precisar de 3)
1 lata de leite condensado (300 e poucos ml, veja o item "caixinhas" acima)
1 ovo (faz favor de comprar ovo novo. Todo mundo sabe que esse ovo aí na sua geladeira está aí há dois meses)
8 gotas de essência de baunilha (É aquela da garrafinha pequena com líquido preto e rótulo amarelo)

Ponha tudo no liquidificador e bata bem. Depois, jogue em forminhas de gelo e deixe no congelador por umas 3 ou 4 horas.

Versão II

Se você não gosta de baunilha, não tem erro. Troque a essência por 2 colheres de nescau ou por essência de outra coisa qualquer que você goste. Existe de banana, ameixa, panetone, girassol, batata-doce. Como dizem por aí, cada um cada um.


Escrito por Laura Prado às 19h23
[] [mande para alguém]


Um pimentãozinho...

O pimentão é cortesia da Dida, que é ótima pra achar as imagens mais legais!

Escrito por Laura Prado às 16h31
[] [mande para alguém]


Subtítulo

Eu devia botar em algum lugar um subtítulo: Cozinha para leigos

Ou algo assim.

Escrito por Laura Prado às 18h45
[] [mande para alguém]


Ah, bons tempos de miojo...

Hoje eu confesso que não boto mais a mão no fogão pra esquentar água e jogar aquele macarrão cacheado na panela. Passou meu tempo. Hoje eu gosto de pasta al dente, com molho de champignons. E na verdade, nem isso eu deveria comer, porque a dieta já é parte integrante do meu ser e eu deveria gostar somente de aipo com ricota.


Mas, nem tudo é perfeito e eu ainda adoro miojo. Sinto uma nostalgia enorme quando vejo aquele pacotinho colorido com fotos de frangos de desenho animado tão sorridentes, pedindo para serem cozidos. Lembro tão bem do Nissin Turma da Mônica. Ah, os bons tempos.

Cada um come de um jeito: com tempero, sem tempero, a seco, estilo sopão, com molho de tomate e até cru. Abaixo você encontra minha receita favorita dos bons e velhos tempos. Ai, a nostalgia!

Miojo com requeijão e azeitona

Multiplique os ingredientes de acordo com o número de pacotes de miojo. Já vi gente comer três de uma vez só. Ok, era eu mesma.

1 pacote de miojo
3 colheres grandes muito cheias de requeijão
6 ou mais azeitonas verdes (vai por mim, a verde fica muuuuito melhor do que a preta)

Abra o pacote e jogue fora aquele pó de ajinomoto que vem junto. Nem pense em colocar aquela caca na panela.
Faça o miojo como de costume. Só aviso que não vai ficar muito legal se você costuma comer o miojo cru.
Quando ele estiver cozido (depois dos três minutos de praxe), não desligue o fogo. Jogue a água fora da panela (você geralmente consegue fazer isso só segurando o macarrão com um garfo e derramando a água aos poucos). Deixe o mais seco possível. De volta no fogo (gás no mínimo), jogue o requeijão e as azeitonas na panela e misture a valer.
Também aconselho colocar sal, mas aí é com você. Vai virar um grude só e eu juro que isso é delicioso.


Escrito por Laura Prado às 15h59
[] [mande para alguém]


Apresentações

Acho que antes de começar a postar algumas apresentações são devidas.

Em 1997 eu tinha um site (no Geocities e tudo!) chamado Cantina da Laura, onde eu colocava receitas fáceis para quem não tinha intimidade ou tempo pra cozinhar. Coisas realmente estúpidas como Miojo com molho de requeijão e azeitonas e Nuggets à parmegiana. E eu juro que era engraçado.

Faz muito tempo isso e hoje eu me orgulho de dizer que sei fazer coisas mais complexas como strogonofe e torta com massa podre. Mas eu não vou ensinar essas coisas pra vocês. Essas coisas tem no Cyber Cook, no site de comida do Terra, qualquer lugar. Prefiro continuar ensinando receitas estúpidas pra gente que não tem a menor idéia do que é fogo lento.

Então é isso que você encontra aqui. Receitas que não pedem fogo lento, mas sim pra você cozinhar com o gás no mínimo pra não queimar o fundo; receitas que não pedem para você reservar porcaria nenhuma, e sim deixar aquela tigela ali do lado porque depois vai ser útil.

Se você está de saco cheio de pedir pizza e comida chinesa, seja bem vindo.

Escrito por Laura Prado às 19h05
[] [mande para alguém]


[ver mensagens anteriores]