Cantina da Laura


Anteriores
20/03/2005 a 26/03/2005

27/02/2005 a 05/03/2005

20/02/2005 a 26/02/2005

13/02/2005 a 19/02/2005

06/02/2005 a 12/02/2005

30/01/2005 a 05/02/2005

23/01/2005 a 29/01/2005



Outros sites
 The Red Kitchen
 I was just really very hungry
 meu blog pessoal
 Comer, beber, viver
 viajante do brasil


Indique a Cantina!



(O que é isto?)

 

A verdadeira salada grega

Estou empolgada com os preparativos para minha festa grega de aniversário e então queria compartilhar com vocês como se faz salada grega, a verdadeira e única. Eu sei que estou sofisticando as receitas fazendo isso, mas é que é tão fácil, mas tão fácil, que não posso evitar. Eu sei que é saudável, mas eu repito: é fácil. E rápido. Então deixa de frescura e come o verdinho que é muito gostoso.

3 tomates (procure um tipo de tomate chamado Debora; eles não precisam estar completamente vermelhos)
1 cebola grande roxa (é melhor, mas se só tiver a de sempre, vale)
1 pepino grande (não me entenda mal)
Um monte de azeitonas pretas grandes e gordas (se tiver saco/grana compre em empórios, a granel, porque aí você acha azeitona realmente importada da Grécia)
Queijo feta duro (já vi um tipo meio cream cheese. Não é a mesma coisa)
Azeite de oliva de verdade, nada desses Olívia/mistureba de azeite com óleo
Uma pitada de orégano
Sal à vontade
Um pedaço de pão

Lave tudo antes de usar. E de preferência deixe os vegetais de molho em uma tigela com água e umas gotas de limão, pra tirar agrotóxicos e afins.

Corte o tomate em 4 partes, depois corte cada parte na metade. Tire a casca da cebola e corte ela em rodelas (vai ter que chorar um pouquinho!).

Ok, acabei de perceber que tem uma coisa difícil nessa receita. Mas é sempre bom aprender, não? O pepino, se você não usar um fantástico truque, tem um gosto extremamente amargo. Então, o truque é o seguinte:

- Antes de descascar, corte fora a ponta do pepino
- Pegue a ponta e esfregue no pepino, na parte exposta
- Vai sair uma espuma esverdeada. Esfregue bastante, por uns 30, 40 segundos
- Lave o pepino e aí descasque e corte em rodelas grossas

Quando escritas as instruções soam muito eróticas.

Voltando à receita, agora você coloca todos os ingredientes numa grande tigela, joga azeite, as azeitonas, o orégano, o sal e dá uma misturada. O queijo feta você coloca num prato ao lado e vai pegando pedaços enquanto come. O pedaço de pão fica do outro lado do seu prato e você vai tirando nacos e comendo tudo junto, aos poucos. Ai, que saudades da Grécia...

Escrito por Laura Prado às 21h23
[] [mande para alguém]


Dia de impressionar a sogra

Hoje vou ensinar uma receita séria. Nada complicado, não há o que temer. A parte mais difícil é bater ovos numa tigela. Porque tem horas em que você quer impressionar uma pessoa a sogra, ou quer mostrar pros seus pais que você não vive de miojo e salsicha (eles sabem que você vive disso, mas estão dispostos a fingir que não). E o melhor é que ainda vão achar que você é uma pessoa saudável, já que essa receita é assada e não frita.

Na verdade, isso aqui não passa de uma omelete com brócolis e queijo. E não faça cara feia pro brócolis. Ele é seu amigo! Um dos poucos vegetais que, mesmo cozidos, ainda têm gosto. A diferença da omelete básica pra essa cascateira aqui é que a nossa vai creme de leite. Deixa mais encorpadinha e dá um gostinho diferente. Se você é realmente um inepto culinário, você pode parar de ler os ingredientes no Creme de Leite. Se você quiser arriscar, continue e você não vai se arrepender.

Equipamentos diferentes: Você vai precisar de uma tigela baixa de vidro média (mães chamam isso de refratário). O refratário redondo médio é um pouco maior que uma pizza brotinho. Essa receita supõe que você quer impressionar alguém, então ela é para mais de uma pessoa. Se for só pra vc, corta os ingredientes pela metade, mas pode usar a mesma tigela, só vai ficar mais baixinha.

4 ovos grandes
1/4 de um brócolis japonês picado, mas não muito picado (brócolis japonês é o miudinho, o outro não fica tão bom nessa receita)
8 fatias de queijo (prato ou mussarela)
Três pitadas de sal (uma pitada é o que você consegue pegar entre seu polegar e indicador)
1/2 lata de creme de leite (dá uns 150ml)
1 colher de alho picado (compre já picado no mercado, tem fresquinho e vc nem se suja)
Azeite à vontade
Um pouco de queijo parmesão ralado (de preferência ralado de verdade e não em pó, como aqueles Teixeira ou Castelo Branco)

Antes de começar tudo coloque uma panelinha no fogo com água. Quando ferver, jogue os brócolis dentro e conte 8 minutos. Pode ser um pouco mais, um pouco menos, mas se você largar lá por 20 minutos, vai ter pasta de brócolis. Escorra os brócolis e coloque numa tigelinha pra esfriar. Jogue o alho picado e mexa pra misturar. Isso pode destruir um pouco o brócolis, não fique triste.

Numa outra tigelinha de plástico você bate os quatro ovos e o creme de leite, usando um garfo. Jogue o sal na tigela enquanto isso (e o parmesão, se você decidiu usar). Quando não houver nem sombra de clara você sabe que está pronto. Agora deixe ali na pia.

Ligue o forno agora. Deixe no máximo.

Pegue o tal refratário e coloque as fatias de queijo no fundo, cobrindo tudo bem direitinho. Depois coloque o brócolis na tigela, sobre o queijo. Jogue o azeite por cima do brócolis (se for usar). Jogue os ovos batidos em cima disso tudo.

Agora você pode colocar a sua "omelete" no forno e esperar uns 25/30 minutos. Isso na verdade depende do forno. Quanto mais violenta a chama do gás, mais rápido vai. Pra ter certeza que está bom, tire do forno quando tiver passado uns 20 minutos e veja se o queijo já está tostadinho, no fundo. Se estiver, pode mandar ver. Fica ótimo com miojo puro ou com arroz (essa vai ser uma lição à parte, porque arroz não parece, mas é fácil demais).

Viu como é fácil impressionar as pessoas? E olha que você nem precisou entrar em termos como "al dente", "balsâmico" e "carne silvestre" para isso.

Escrito por Laura Prado às 20h41
[] [mande para alguém]


[ver mensagens anteriores]